sábado, 31 de outubro de 2015

Café, o meu novo amigo!

Nunca gostei de café. Por mais vezes que bebesse nunca gostava, com açúcar, sem açúcar, com canela, sempre detestei! Às vezes fazia apenas o esforço de o beber quando estava num café com mais pessoas, enfim, só o bebia porque sim, mas depois deixei-me disso. Também nunca fui daquelas que pessoas que quando bebia, deixava de ter sono ou ficava em modo eléctrico, aliás, nunca senti nenhuma diferença ao beber café. Mas isso mudou.



Com o começo das aulas, notei que tinha mais sono que o habitual, mesmo que tivesse dormido bem e a horas decentes. Resolvi então experimentar café para ver se o sono passava. E ainda bem que lhe resolvi dar uma nova oportunidade! Para além de agora ter deixado o açúcar de lado, seguindo o exemplo do meu pai e da Inês e, como a própria Inês diz, assim sente-se mesmo o sabor do café e não do açúcar e que boooom que é!! (nunca me imaginei a dizer isto sobre café ahah).



Nunca pensei escrever um post sobre café. Realmente, como os gostos pessoais de uma pessoa mudam!

E vocês, costumam beber café? 




Facebook   ❤️    Instagram   ❤️    YouTube   ❤️    Tumblr

quarta-feira, 21 de outubro de 2015

Fiz uma clutch!

Se viram um dos últimos post que publiquei (Uma Bolsa Feita em Tear), eu tinha avisado que seria o primeiro de muitos sobre tear. Pois bem, confirma-se! 

Foi há cerca de um mês atrás que comprei dois novelos de lã e, sem estar à espera, no mesmo dia comecei a fazer a clutch. Não sabia bem se ia dar certo, pois era um projecto mais ambicioso do que o anterior. Este demorou muito mais tempo, comecei na segunda-feira e acabei na sexta, tudo na mesma semana e claro, deu muito mais trabalho. Enquanto a fazia só pensava no resultado final e se iria ficar como o esperado.   




E aqui está o resultado final! Eu amei e ficou mesmo como a imaginava. Agora posso dizer que tenho uma clutch feita por mim. Aliás eu fiz a base mas por dentro levou um forro e depois o fecho graças à minha avó e a minha mãe. Foi um trabalho feito em família ahah  ❤️




Gostaram do resultado final? 
Digam nos comentários! Adoro saber a vossa opinião :)




Facebook     ❤️    Instagram    ❤️     YouTube    ❤️    Tumblr

segunda-feira, 19 de outubro de 2015

O Meu Creme Hidratante Favorito

A última experiência que tive com um creme hidratante não foi nada satisfatória. Não me hidratava bem a pele, tinha uma consistência muito grossa, era horrível!! Depois de falar com a minha amiga Inês sobre a minha insatisfação, ela recomendou-me um creme que usa e adora.


E já que ela falou tão bem dele, decidi experimentar! Já estou a usar o creme hidratante da marca Bioten à cerca de um mês e estou a adorá-lo! Adoro a consistência dele, é bastante leve e deixa a pele fantástica. Para além de tudo isto, é 100% natural o que ainda o torna mais fantástico!



A minha pele e eu ficamos muito felizes :D


E vocês, que creme hidratante usam? Já experimentaram este?




Facebook   ❤️    Instagram   ❤️    YouTube   ❤️    Tumblr

domingo, 11 de outubro de 2015

O Bom e o Mau de fazer Voluntariado! ❤️

Foi há cerca de duas semanas que fiz pela 1º vez voluntariado. Este fim-de-semana voltei a fazer. Posso só ter feito voluntariado duas vezes, mas já aprendi algumas coisinhas, tanto boas, como más.


1- Ouçam primeiro, falem depois!
Algumas pessoas nem se dão ao trabalho de ouvir o que quero dizer, quando as abordo é logo "não não, tenho pressa", "não tenho trocos" (mesmo não estando a pedir dinheiro) etc. Ouçam, por favor!

2- Testemunhos Fantásticos
O tipo de voluntariado que faço é para recolher alimentos para os animais abandonados. Muitas das vezes, quando abordo as pessoas, ouço testemunhos fantásticos. Desde uma senhora que dá comida a 60 gatos, outra senhora que tem 30 e tal gatos, 4 cães e ainda cavalos e ainda assim doou imensa ração para os animais. No fim ainda pediu desculpa porque era pouco (era muito mesmo!). Estes são alguns dos que mais me marcaram.

3- NUNCA julguem a pessoa pela aparência!
Uma das partes do voluntariado que faço, é ficar à porta dos supermercados a abordar as pessoas que entram. As pessoas que aparentam ser as mais simpáticas, são as que não querem saber do que digo. As que aparentam ser muito convencidas ou parecem ser antipáticas, são as que mais dão.

4- Por Favor Não Fale Comigo!
Já percebi que algumas pessoas tem truques para não seram abordadas. Mesmo no momento em que estão prestes a entrar, pegam no telémovel ou começam a ler alguma coisa. Outras começam a andar mais rápido, outros colocam os phones nos ouvidos, etc. Tudo isto para não serem incomodados.

5- Revolta
Desta última vez que fiz voluntariado, senti ao principio que nada estava a correr bem, as pessoas não queriam saber rigorosamente nada do que eu dizia, basicamente só ouvia "nãos". Claro que fiquei triste e revoltada, mas tive que respirar fundo e pensar que é completamente normal, pode começar assim mas não se pode é perder a esperança. Tento pensar que a pessoa que vem a seguir vai nos ouvir, sorrir e principalmente, ajudar os que mais precisam.

6- Obrigado!
Durante o voluntariado digo muitas vezes obrigado. Mas os obrigados que mais gosto de dizer são quando estou na parte da recolha dos alimentos. Até podem doar uns simples biscoitos, mas é tão bom ver que as pessoas se preocupam. Obrigada, muito OBRIGADO!

7- Sentimento de Missão Cumprida
Depois de acabar o meu turno, fico sempre feliz e de coração cheio. Sinto que fiz a minha parte e esse sentimento, ninguém me tira! ❤️



Em tudo há o lado bom e o lado mau. Mas o bom...sobrepõe, sempre! 



                                                  Facebook   ❤️   Instagram   ❤️   YouTube   ❤️   Tumblr

quinta-feira, 1 de outubro de 2015

O Blazer Da Mãe ❤️

Tenho a sorte de a minha mãe ter um guarda-roupa com alguma peças já antigas, roupa com vinte e tal anos ou ainda mais! De vez enquando a minha mãe doa algumas dessas peças, mas antes pergunta-me se quero algo para mim. Numa das últimas vezes encontrei vários blazers giríssimos, mas o que vos mostro hoje é o que mais gosto e mais uso.



Sempre adorei este padrão e então os botões dourados...ai ai tão bonitos! Mas blazers não são as únicas peças de roupa que tenho dela, também tenho umas calças lindas feitas pela minha avó e um top feito pela minha mãe. É o que dá crescer numa familia de costureiras, tanto do lado materno como paterno. Gostariam de ver mais algumas dessas peças de roupa?

E vôces? Também têm peças de roupa das vossas mães ou avós?



Facebook  ❤️   Instagram  ❤️   YouTube  ❤️   Tumblr